Thursday, November 13, 2008

Últimas

- > Esta semana passei por uma entrevista num escritório de advocacia que ligou para a tutora do curso à procura de funcionário. Pela primeira vez torço para um empregador em potencial não me oferecer um trabalho. Quando liguei demonstrando interesse em trabalhar lá já percebi que ele era devagar. Durante a entrevista confirmei e saí irritada com o teste de paciência.

- > Hoje fiz o meu último teste de Direito. Caiu Conveyance, Litigation, Family Law, Debt Collection e Criminal Law. O resultado seria "pass mark" ou "pass with credits" junto com a nota. Não sei a nota exata, mas a examinadora disse que passei com créditos/distinção.

- > No domingo estive no pub com o Pete e um (senhor) conhecido, após vê-lo me beijando,  o perguntou, quando ambos estavam no banheiro, quem era a mulher que ele tinha beijado. O Pete disse que era a esposa dele, mas o Colin ficou ressabiado e mais tarde, quando "demos outro selinho", ele me contou que não tinha me reconhecido porque eu emagreci! Realmente perdi uns centímetros, mas daí a não me reconhecer foi demais!

- > A Agnes, que dá carona para Joanna e eu (as duas são polonesas), cortou o meu cabelo a meu pedido há 2 semanas. Eu sabia que ficaria moderno, pois os cabelos dela tem um corte legal. Felizmente estava certa, fiquei satisfeita e ainda paguei menos que no salão. Ela cortou na casa dela, onde conheci a filha de 3 anos e o marido. Tenho me dado bem com o poloneses que conheci até agora. Um no curso, uma vez me ofereceu cigarro do nada e ontem ofereceu carona para a Joanna, eu e uma senhora que estava conosco. Aqui eles são o maior número de imigrantes. São tantos que até sugeriram que a língua deles fosse adotada na Irlanda.

- > Levei um tombo da bicicleta sexta passada. Tudo ía bem até um certo carro passar por mim numa distância menor que a comumente adotada pelos motoristas que deparam-se com um ciclista. Quando vi o carro passando por mim nessa distância incomum e vi que era um carro carregabdo caixão eu pensei "Pronto! Isso é um sinal que eu sou a próxima se continuar com essa aventura de pedalar na rua". Entrei em pânico, decidi subir na calçada usando a rampa de uma garagem, mas não virei o pneu todo e como estava chuviscando deve ter derrapado. Felizmente estava na subida e devagar. Caí em pé segurando a bicicleta, se é que me entendem.

- > Recebi um catálogo da Avon em casa. Na verdade quem abriu a porta foi o Pete, então, só hoje, quando a pessoa veio buscá-lo é que fiquei sabendo que era um rapaz. Achei tão inusitado! Ele voltou hoje e antes de eu explicar que não tinha preenchido a fatura (aqui tem que preencher isso) ele disse que provavelmente não entenderia o que eu estava dizendo. Percebi o sotaque dele e perguntei "Você fala Francês?" em Francês. Não sei como me lembrei disso, pois só tive aulas dessa língua por 1 mês. Ele respondeu que sim. Ele foi cavalheiro e elogiou a minha pronúncia. O Pete digamos "levantou as sobrancelhas" em decorrência do meu tratamento, digamos, simpático para com o rapaz, que para mim, não era nada interessante. Ele não falou nada, mas o estado alerta dele me despertou graça.

1 comment:

  1. Eu tambem adoro os poloneses! Conheci varios em Madri, todos muito simpaticos e prestativos!

    ReplyDelete

Obrigada pelo seu comentário. Thank you for your comment.