Friday, November 18, 2011

Antes e depois da maternidade

Segurando a mãozinha da minha fofucha

A gente escuta os recém-pais comentarem que suas vidas mudaram completamente após ter filhos. Isso é indiscutível do ponto de vista da rotina dentro de casa.

Nunca tivemos tantas roupas limpas para usarmos, por exemplo. Como procuro deixar todas as roupas da minha fofucha prontas para serem vestidas a lavagem é constante e, como consequência, nossas roupas entram na jogada.

Embora seja muito cedo para ela comer conosco ou apreciar a organização da cozinha, esta tem parecido uma cozinha  brasileira: nos trinques. A diferença é que somos nós mesmos que a limpamos.

Minha fofucha também não usa o banheiro ainda, é claro, pois só tem 1 mês e 11 dias, mas aquele agora parece banheiro de hotel cinco estrelas.

Nosso quarto, que vivia bagunçado, mais por minha conta do que do Pete, está de dar gosto. Especialmente o gaveteiro com as roupas dela, pois o reorganizo duas vezes por semana para não perdê-las, pois a minha fofucha cresce rápido demais. As minhas roupas não eram organizadas por semanas, antes dela nascer, o que dirá organizar o que já está organizado!

Nestas 6 semanas estive praticamente 24 horas à disposição dela, pois mesmo dormindo estou preparada para recolocar o bico que caiu ou aliviar algum desconforto. E foram muitas mamadeiras. Pelo menos 200. Troca de fraldas também, já que isso é feito antes dela mamar. 

Além disso, abandonei o mundo do crime. Deixei de ler artigos sobre mortes e assassinatos. Até a minha fofucha nascer eu era bem informada sobre isso. Sabia os principais crimes ocorridos no Brasil e na Irlanda. Era tudo o que me restava, pois no final do primeiro ano de casamento tive que deixar de assistir documentários sobre mentes criminosas, pois estava assustando o Pete. risos

Fora o relatado, sou a mesma pessoa de antes. Já incorporei a nova rotina. Não sinto falta de nada de antes. Continuo gostando de estar informada (sobre assuntos diferentes de crimes também!) e beber um cházinho irlandês, que havia abandonado quando fiquei grávida. 

A grande diferença é que assuntos de filhos me interessam agora e também me tocam MUITO mais. Me emocionei ao ver o pai da Pamella, a moça morta por engano em Goiânia, falar sobre a filha, por exemplo. - ok, confesso, ainda leio sobre crimes, mas bem menos!

O vídeo abaixo mostra outra relação de pais e filhos, mas desta vez de passarinhos. Eu havia visto este vídeo há muito tempo e o achado bonito. Hoje, revi, pois o recebi por email, mas desta vez terminou em lágrimas.

Robins: 4 Eggs, 4 Weeks from Fred Margulies on Vimeo.

No comments:

Post a Comment

Obrigada pelo seu comentário. Thank you for your comment.