Monday, November 28, 2011

Filhos unem o casal?


Uma vez me disseram que filhos unem o casal. Do ponto de vista genético, sem dúvida, mas e do resto?

A chegada da nossa fofucha aumentou a nossa comunicação. E no que refere-se à criação de filhos ela mudou, pois agora é tudo na prática. As teses ficaram para trás. 

Contudo, talvez por causa do meu instinto de proteção de mãe de primeira viagem misturado com situações emergenciais, como a em que a nossa fofucha estava molhada de xixi e precisávamos preparar água pro banho rápido, não falei com o Pete com a mesma cordialidade de sempre. Houve casos em que as palavras nem saiam em Inglês. 

Eu ía e fazia o que precisava eu mesma e como dizem, o Pete ficava no vácuo. Ele é mais calmo, então, o estresse dele, se existente, é mais em consequência do meu. Felizmente temos desculpado e relevado o mal jeito um do outro, pois sabemos onde o contrário poderia nos levar. 

Para você ter uma idéia, o Instituto de Pesquisa Econômico e Social fez um estudo sobre a vida familiar irlandesa ao longo dos últimos 20 anos e concluiu que casais com um filho estão entre 25 a 30% mais sujeitos a se separar do que aqueles sem filhos ou com mais de um.

Um dos autores da pesquisa, o Dr. Tony Fahey, disse que o motivo é a pressão extra colocada no casamento, mas que casais com 2 ou mais filhos parecem superar isso. Deduzo que se o casal resolveu ter um segundo filho é porque conseguiu levar bem a chegada do primeiro.

De qualquer forma, depende dos pais. Se ambos não tivermos consciência da mudança da dinâmica do relacionamento ele pode infelizmente ruir. Talvez casais que contratam babá ou contam com a ajuda da família sofram menos pressão, embora talvez não uma vez que contratar babá em si deve ser um estresse. Não sei quanto ao resto do Brasil, mas pelo o que escuto, em Brasília elas estão em extinção. 

1 comment:

  1. Anonymous5:08 pm

    Que gracinha que ela tá, Ucha!!!! E vcs 3 juntos tbém, muito fofo!!! Parabéns viu, criança traz muita alegria e renova as energias de uma casa...
    Qto ao relacionamento do casal... bem, as pesquisas que tenho acompanhado, de Desenvolvimento Humano, apontam para que a criança faz ressaltar as diferenças que já haviam, e cria outras novas (que nascem da obrigatoriedade da intersecção das decisões), ou seja, representa um desafio à união do casal, desafio esse que muitos casais não sobrevivem a ele, mas outros sim. Uma coisa que acho interessante, outra tendência revelada pelas pesquisas, é que um casal, ainda que liberal e com ideias modernas em relação a casamento e filhos, qdo de fato tem um filho, tendem a voltar a padrões mais convervadores de família, onde a mulher é que reduz a carga de trabalho, ou abandona temporariamente, e o marido continua normalmente sua carreira. Isso fora as questões sexuais, que para a mulher toma uma outra posição na escala de prioridades agora com a função materna, e para o homem, via de regra, isto não muda. Eles tbém aprendem a se tornar pais, mas o sexo continua sendo prioridade pra eles, o cansaço não os abala tanto qto às mulheres (até pque, em geral é a mulher q acumula dupla ou tripla jornada), pois o desejo feminino é mais influenciado pelas circunstâncias do que o masculino... nossa, tem muita coisa aí.... rsrs
    Mas o legal é que cada casal vai se haver com tudo isso do seu jeito, as estatísticas são muito relativas. Lembro de uma piadinha que dizia que se vc pegar um estatístico, colocá-lo deitado, com a cabeça dele num forno ligado bem quente, e os pés numa bacia de água gelada, ele ainda vai dizer que na média (barriga) tá tudo bem...rsrs..
    Bjos prima, vc é uma pessoa especial, e estatística nenhuma capta isso.
    Adriana

    ReplyDelete

Obrigada pelo seu comentário. Thank you for your comment.