Tuesday, July 20, 2010

Diário de um Cão


Posso garantir que o diário acima não retrata a vida de nenhum cão meu. A questão é que ter um cão requer planejamento a longo prazo tanto no que refere-se a tempo quanto a gastos. 

Um cão não deve passar o dia inteiro sozinho ou na companhia de pessoas que não lhe dão qualquer atenção, por exemplo. Caminhadas diárias são importantes. Escovação faz-se necessária na proporção da quantidade e tipo de pelo.

O bom trato não impede o surgimento de doenças próprias de cada raça. Um tratamento com antibióticos pode durar de 18 a 21 dias. Vacinas são essenciais. Ração de qualidade não é barata. Banhos em pet shops são a saída para quem é atarefado ou simplesmente não dispõe de espaço, especialmente no caso de cães de grande porte em apartamento. Problemas de pele podem significar rações e shampoos especiais. Viagens podem traduzir-se no dispêndio com hotéis próprios para cães.

Isto são alguns dos fatores a serem considerados antes de se comprar ou adotar um cão. Logicamente imprevistos ocorrem, mas na pior das hipóteses é mais humano contar com grupos de apoio para cães e encontrar um novo lar a abandoná-lo. 

Eu sou a favor da colocação de microchips em animais domésticos e da punição de quem os abandona. Isso já acontece em alguns países europeus, tal como a Itália e os Estados Unidos. Em São Paulo há lei municipal desde 2007 nesse sentido. Em Florianópolis o projeto de lei foi aprovado no começo de 2010, mas a lei ainda não foi efetivada.

Talvez os políticos precisem sofrer pressão popular para proteger os animais. Esta é uma medida simples e efetiva. Entendo que é delicada, pois no nosso país muitos sequer podem tratar da sua família direito, mas isso não pode ser empecilho. Entrei em contato com a UIPA. Alguém mais tem interesse nisso?

No comments:

Post a Comment

Obrigada pelo seu comentário. Thank you for your comment.