Sunday, May 15, 2011

Se esta droga pega no Brasil...


Estas moléculas são a mefedrona ou a vulga ¨miau miau¨, uma droga sintética que vem sendo amplamente consumida na Europa e nos EUA. 

Fiquei a par dela em um artigo do Irish Independent, onde Raymond McKenna, o gerente do centro de reabilitação para jovens com vício Aislinn Centre, explica que os jovens que chegam até lá geralmente começam o vício com bebida, que reduz sua inibição e esta, por sua vez, abre caminho para drogas como ecstasy, mefedrona, além de analgésicos e sedativos. 

O debate sobre drogas entre adolescentes foi reacendido por causa de Isobel Reilly, uma jovem de 15 anos que morreu num bairro de classe média, em Londres, após usar ecstasy, mês passado. Nunca havia ouvido falar sobre mefedrona antes. Fui parar num artigo do Dr. Max Pemberton, no Telegraph. Ele trabalha com saúde mental.

O Dr. Max conta que, em março do ano passado, foi comprar um cartão de aniversário no centro de Londres, e deparou-se com alguns saquinhos no caixa, o que chamou a atenção dele, já que ele estava numa loja de cartões e os saquinhos continham fertilizante. E foi aí, ele disse, que ele percebeu que se tratava da mefedrona, a droga que os jovens que íam parar na Emergência do hospital onde ele trabalha estavam tomando. Por isso ele resolveu experimentá-la.

O médico relata que a mefedrona lhe causou alegria e que ele e os amigos, que testemunharam sua experiência, foram parar numa boate, tamanha a euforia causada pela droga. O efeito passou em 2 horas, segundo ele, lhe deixando com uma forte dor de cabeça. Assim, ele concluiu facilmente como é fácil abusar da mefedrona: o efeito passa bruscamente e o usuário usa mais para não lidar com a dor.

No Reino Unido, esse estimulante sintético era facilmente encontrado, pois era vendido como sendo um produto para plantas, o que o livrava da ilegalidade. Contudo, obviamente não vem com a dosagem correta para humanos e após muitas mortes ela foi tornada ilegal na Europa, em dezembro de 2010.

A mefedrona é geralmente vendida em pó branco e tem sido usada no lugar da cocaína e anfetamina, devido ao efeito semelhante. Algumas lojas a vendem como ¨sais de banho¨ também. Se esta droga pegar no Brasil será tão terrível quanto o crack, pois não é cara e pode ser comprada pela internet. 

Anos atrás a mãe de uma adolescente irlandesa que morreu após usar ecstasy pediu que publicassem a foto da filha morta, no jornal, para servir de exemplo. A menina ficou toda inchada. Publicaram uma foto bem grande bem na capa do jornal. Foi terrível. Não deve ser diferente quando se morre após usar mefedrona, pois os efeitos colaterais indesejados são parecidos. O médico teve a sorte de experimentar um dos mais leves deles. Talvez por ter usado uma dose bem baixa. 

No comments:

Post a Comment

Obrigada pelo seu comentário. Thank you for your comment.